ALEGRETE - RIO GRANDE DO SUL
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018 - 06:44
7512764

Notícias

09/08/2018 - 21:56:00

Senado da Argentina derrota a maré verde feminista e diz não à legalização do aborto

As convicções religiosas se impuseram ao direito das mulheres de decidir sobre seu próprio corpo na Argentina, o país do papa Francisco. O Senado argentino rejeitou, por 38 votos a 31 e já entrada a quinta-feira, o projeto de legalização do aborto até a 14ª semana de gravidez, que havia sido aprovado na Câmara dos Deputados em junho. A interrupção da gravidez continua a ser um crime punido com até quatro anos de prisão, apesar do fato de que a cada minuto e meio uma mulher aborta no país.

A Argentina do século XXI e integrada ao mundo anunciada por Mauricio Macricontinuará com uma dívida histórica para com as mulheres: o aborto legal. O presidente argentino autorizou pela primeira vez o debate parlamentar sobre a interrupção voluntária da gravidez, mas a coalizão que lidera, Cambiemos, foi a que deu mais votos contra a iniciativa. O resultado negativo emudeceu as dezenas de milhares de pessoas que enfrentaram a intempérie debaixo de guarda-chuvas e plásticos verdes, a cor que identifica os partidários da legalização, e foi aplaudido no lado azul-celeste da praça, onde os detratores do projeto estavam concentrados. Foi um balde de água fria não só para o movimento feminista argentino, mas também dos países vizinhos, que viram na movimentação no sul do continente uma esperança de levantar o debate em outras partes.

A vitória na Câmara dos Deputados, mas especialmente a mobilização maciça que acompanhou o Sim em 14 de junho, fizeram pensar no primeiro momento que a maré verde venceria também no Senado, uma assembleia muito mais conservadora, onde estão representados os interesses das províncias do interior do país. Mas com o passar das semanas, a pressão da Igreja Católica e dos evangélicos ganhou terreno até decidir a votação. Em seus discursos antes de definir o voto, muitos senadores se protegeram atrás de suas crenças religiosas e da necessidade de salvar ambas as vidas –a da mãe e a do feto– para justificar seu voto contra.



Fonte: El País



PUBLICIDADE
GALERIA DE FOTOS
COBRA NA ANDRADAS JUNTA UMA MULTIDÃO HOJE (14 fotos)
POSSE DO NOVO TITULAR DA DELEGACIA REGIONAL DE POL... (27 fotos)
Algumas fotos do marcante desfile de 20 de Setembr... (60 fotos)
Fotos da Campereada Internacional de Alegrete (41 fotos)
1 noite do Carnaval de Rua de Santana do Livrament... (30 fotos)
SÁBADO RECEBEU GRANDE PÚBLICO NA PRAÇA GETÚLIO VAR... (30 fotos)
ENSAIOS DA UNIDOS DOS CANUDOS E MOCIDADE INDEPEND... (39 fotos)
ASSOCIAÇÃO CAMPEREADA INTERNACIONAL DE ALEGRETE (0... (60 fotos)
GALERIA DE VÍDEOS
Radames Revenda de Automóveis
Entrevista Ver. Celeni Viana
Programa "Mais Médicos"- Alegrete
Pretto Ar Condicionado
Óptica Nova Visão
Barraca Medianeira
Prefeito Erasmo Guterres fala sobre os 180 anos de Alegrete
Greenpeace
TWITTER
FACEBOOK
Home | POP TV | POP TV 2 | Quem Somos | Artigos | Entrevistas | Galeria de Fotos | Vídeos | Notícias | Mural de Recados | Fale Conosco

POP TV " A NOSSA TV NA WEB" - Alegrete R/S TELEFONES : 55 34261402 OU CEL. 55 96475660

© Web Conexão Informática Ltda - Todos os direitos reservados